Mundo

Líder do Irã pede que países islâmicos cortem relações com Israel

Aiatolá Seyed Ali Khamenei denuncia Israel como exemplo claro de apartheid

O líder iraniano, Aiatolá Seyed Ali Khamenei, fez um apelo aos países islâmicos para que cortem relações com o regime de apartheid israelense, conforme reportado pelo canal iraniano HispanTV.

Khamenei ressaltou que Israel é um exemplo evidente de apartheid, chamando a atenção para as políticas discriminatórias e de segregação praticadas pelo país.

Os incessantes ataques de Israel à população palestina na Faixa de Gaza têm resultado em uma devastação humanitária, com mais de 13 mil pessoas mortas, incluindo 5.500 crianças e 3.500 mulheres.

O chamado do líder iraniano visa aumentar a pressão internacional sobre Israel, buscando a solidariedade e ações conjuntas por parte dos países islâmicos para enfrentar as violações de direitos humanos cometidas pelo governo israelense.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo