MídiaNotícias

Jornal Nacional lidera verba de publicidade em primeiro ano de Lula 3

Telejornal da TV Globo recebeu mais de R$ 24 milhões em anúncios durante o primeiro ano do terceiro mandato de Luiz Inácio Lula da Silva.

No primeiro ano do terceiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o Jornal Nacional, da TV Globo, conquistou a maior fatia da verba publicitária do governo federal. De acordo com informações da Folha de S. Paulo, os anúncios veiculados no telejornal somaram ao menos R$ 24 milhões.

Jornal Nacional: o telejornal mais influente

O Jornal Nacional, da TV Globo, consolidou-se como o programa de TV que mais recebeu verba publicitária durante o primeiro ano do terceiro mandato de Lula. Os investimentos em anúncios totalizaram pelo menos R$ 24 milhões. Tal conquista ressalta a importância e a influência desse telejornal, cuja audiência é a maior do país.

Posicionamento do Jornal Nacional na publicidade governamental

Durante a gestão do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), o Jornal Nacional já havia se destacado, chegando a ocupar a terceira posição no ranking de veículos que mais receberam verba publicitária, enquanto a maior parcela dos investimentos era direcionada ao Jornal da Record. No entanto, no primeiro ano do mandato de Lula, o Jornal Nacional recuperou sua posição de liderança, superando os demais programas de televisão.

A importância do Fantástico na publicidade governamental

Além do Jornal Nacional, outro programa da TV Globo que se destacou na captação de verba publicitária foi o Fantástico. Com anúncios que somaram R$ 11,7 milhões, o programa ocupa a segunda colocação nesse ranking. Esses valores destacam o poder de influência e a relevância do Fantástico como plataforma de divulgação de campanhas governamentais.

O desempenho do Jornal da Record na publicidade governamental

No primeiro ano de mandato de Lula, o Jornal da Record ocupou a terceira posição em termos de verba publicitária recebida, com um total de R$ 10,6 milhões. Esses números evidenciam a disputa acirrada entre as principais emissoras de televisão do país na busca por recursos publicitários do governo federal.

Audiência e liderança da TV Globo

A TV Globo continua liderando a audiência televisiva na Grande São Paulo. No primeiro dia deste mês, a emissora registrou uma média de 10,5 pontos, enquanto a Record ficou com 3,9 pontos. O Jornal Nacional foi o segundo programa mais assistido da Globo, alcançando 22,8 pontos, atrás apenas da novela Renascer, que obteve 25,2 pontos. Esses dados, fornecidos pela Kantar Ibope, reforçam a posição de destaque da TV Globo e a influência do Jornal Nacional na programação da emissora.

Ataques de Bolsonaro ao Jornal Nacional

Durante seu mandato, o ex-presidente Jair Bolsonaro realizou diversos ataques ao Jornal Nacional, especialmente durante a pandemia de Covid-19. Em 2020, quando o governo tentou ocultar dados sobre a doença, Bolsonaro chegou a afirmar que “acabou a matéria no Jornal Nacional” e referiu-se à Globo como “TV funerária”. Essa postura evidencia a tensão existente entre o governo e a emissora.

Histórico de críticas de Lula à TV Globo

No passado, o ex-presidente Lula também criticou a linha editorial adotada pela TV Globo, principalmente em relação à cobertura da Operação Lava Jato. Em carta escrita durante seu período de prisão, em 2018, Lula afirmou que a emissora dedicou horas e horas de programação tentando afirmar que a corrupção na Petrobras e no país teria sido inventada por ele e seu partido. Essas críticas reforçam apercepção de que a relação entre Lula e a TV Globo é complexa e marcada por divergências.

Investimentos em publicidade no governo Lula

No ano passado, o Grupo Globo retomou o protagonismo na publicidade federal durante o governo Lula. Os veículos de TV, rádio e internet da empresa receberam anúncios no valor mínimo de R$ 118 milhões, representando cerca de um terço dos R$ 358 milhões em publicidade detalhados no portal da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom).

A maior parte desses investimentos foi destinada à Secom, com R$ 185 milhões, seguida pelo Ministério da Saúde, com R$ 151,1 milhões, além de outras pastas governamentais. Uma das campanhas mais significativas do ano foi a dos 100 dias de governo, que custou no mínimo R$ 43,3 milhões em anúncios.

Distribuição da verba publicitária

Do total da verba publicitária do governo, 53% foi direcionado para veiculação em televisão, incluindo canais fechados. No entanto, é importante ressaltar que essa porcentagem pode sofrer variações durante o processo de confirmação e pagamento das inserções.

Conforme declarado pelo ministro da Secom, Paulo Pimenta (PT), aproximadamente 45% dos investimentos publicitários federais são destinados às TVs, enquanto 15% são direcionados para a internet e 12% para as rádios. Além disso, existem também investimentos em “mídia exterior” (como painéis, outdoors e carros de som), jornais, revistas e cinema.

Outras plataformas de recebimento de verba publicitária

Além dos meios tradicionais de comunicação, plataformas digitais também têm recebido investimentos em publicidade governamental. A Meta, empresa responsável pelo Facebook, Instagram e WhatsApp, recebeu no mínimo R$ 13,3 milhões em anúncios no ano de 2023. O TikTok recebeu R$ 5,5 milhões, seguido pelo Google, com R$ 4,3 milhões.

Considerações finais

A liderança do Jornal Nacional em termos de verba publicitária durante o primeiro ano do terceiro mandato de Lula evidencia a relevância e influência desse telejornal. A TV Globo, por sua vez, consolidou-se como a principal beneficiária dos investimentos em publicidade do governo federal, retomando seu protagonismo nessa área.

Os ataques de Bolsonaro ao Jornal Nacional e as críticas de Lula à TV Globo demonstram a complexa relação entre os governantes e a emissora. A distribuição da verba publicitária em diferentes plataformas, incluindo televisão, internet e outras mídias, reflete a diversidade de canais utilizados para a divulgação das campanhas governamentais.

Governo Lula suspende verba publicitária na Jovem Pan devido à propagação de notícias falsas

Com ICL

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo