Mundo

Israel mata general iraniano na Síria, aumentando a possibilidade de escalada na guerra

Ataque aéreo israelense resulta na morte de líder militar iraniano e pode intensificar conflito na região

Em uma operação aérea nos arredores de Damasco, capital da Síria, Israel assassinou um conselheiro sênior da Guarda Revolucionária do Irã, de acordo com fontes de segurança e a mídia estatal iraniana. O conselheiro, identificado como Sayyed Razi Mousavi, era responsável pela coordenação da aliança militar entre a Síria e o Irã.

A notícia do ataque resultou na interrupção da transmissão regular de notícias pela televisão estatal do Irã, que anunciou a morte de Mousavi e o descreveu como um dos mais antigos conselheiros da Guarda na Síria. A televisão estatal também mencionou que Mousavi estava entre os acompanhantes do falecido Qassem Soleimani, líder da Força Quds da Guarda Revolucionária, morto em um ataque de drones dos EUA no Iraque em 2020.

A Guarda Revolucionária do Irã emitiu um comunicado afirmando que Israel pagaria pelo assassinato de Mousavi, que ostentava o posto de general de brigada na Guarda. O comunicado foi lido na TV estatal, onde foi declarado que “sem dúvida, o regime sionista usurpador e selvagem pagará por esse crime”.

Até o momento, não houve comentários imediatos das forças militares israelenses sobre o incidente. Israel tem realizado ataques na Síria há anos, visando alvos que considera ligados ao Irã. A influência iraniana na Síria tem crescido desde que o país apoiou o presidente Bashar al-Assad no conflito que começou em 2011.

Este recente ataque israelense ocorre logo após o Irã relatar que dois membros da Guarda Revolucionária foram mortos em ataques anteriores realizados por Israel na Síria, onde atuavam como conselheiros militares.

A situação atual aumenta a preocupação com uma possível escalada na guerra entre Israel e Irã, o que poderia ter consequências significativas em toda a região.

Com Brasil 247

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo