MundoEconomia

A partir de hoje, cinco novos países passam a fazer parte dos BRICS

Nova fase para o grupo BRICS trazendo cinco novos países

No primeiro dia do ano de 2024, o grupo BRICS, composto originalmente por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, dá início a uma nova fase com a entrada de cinco novos países. O Irã, Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Etiópia e Egito agora se juntam a esse bloco de países emergentes, ampliando sua representatividade global.

Crescimento expressivo do bloco BRICS


Com a entrada desses cinco países, o bloco BRICS passa a representar 27% do PIB mundial e abranger aproximadamente 43% da população global. Essa expansão fortalece ainda mais a influência e a importância desses países no cenário internacional.

Rejeição da Argentina ao convite de integração


A Argentina, que havia sido convidada para integrar o grupo BRICS, rejeitou o convite no final de dezembro devido a razões ideológicas. Durante a campanha eleitoral, o atual presidente argentino, Javier Milei, de tendência ultradireitista, declarou que não se alinharia aos “comunistas” e à agenda da China.

Decisão estratégica de inclusão de novos países


A decisão de incluir o Irã, Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Etiópia e Egito no grupo BRICS foi tomada durante uma cúpula em Joanesburgo, no final de agosto do ano anterior. Além desses países, também foram considerados importantes players do setor de petróleo e gás, como a Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Egito e Irã.

Impactos da expansão do grupo BRICS


A entrada desses cinco novos países traz um potencial significativo para o grupo BRICS em termos de cooperação econômica, política e cultural. A ampliação do bloco fortalece a posição dos países membros no cenário global, permitindo uma maior diversificação de parcerias comerciais e o fortalecimento de relações diplomáticas.

Perspectivas para o futuro do grupo BRICS


Com a adição desses novos países, o grupo BRICS se torna ainda mais relevante e promissor. A união dessas nações emergentes impulsiona a busca por um desenvolvimento mais justo e equilibrado no âmbito global. A cooperação entre Brasil, Rússia, Índia, China, África do Sul, Irã, Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Etiópia e Egito abre caminho para um futuro de maior integração e colaboração entre esses países, com potencial para gerar benefícios tanto para eles quanto para o restante do mundo.

A entrada do Irã, Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Etiópia e Egito no grupo BRICS marca uma nova fase para esse bloco de países emergentes. Com uma representatividade econômica e populacional significativa, o BRICS fortalece sua posição no cenário global e busca promover um desenvolvimento mais equitativo e sustentável. A inclusão desses países traz perspectivas promissoras para o futuro do grupo e abre caminho para uma maior cooperação entre nações em busca de um mundo mais justo e próspero.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo